Artigos com a Tag

Psoríase e tatuagem

Riscos da tatuagem para quem sofre de Psoríase

A psoríase não é contagiosa, mas uma doença inflamatória crônica que afeta a pele e pode atingir também as articulações. Apesar de não ter cura, pode ser controlada com tratamentos. Entre as alternativas estão medicamentos orais, como imunossupressores e retinoides; ou de aplicação subcutânea ou intravenosa como os medicamentos imunobiológicos. Estes últimos são feitos a partir de células vivas (caso da produção de vacinas e insulina), a exemplo do etanercepte, que atua bloqueando o Fator de Necrose Tumoral – TNF (espécie de proteína que estimula a inflamação), produzido em excesso, e interrompem assim a cascata inflamatória que está associada à psoríase.

É fundamental que o paciente tenha acompanhamento de um médico e evite a automedicação, mesmo com cremes ou pomadas, que podem mascarar a doença e até gerar efeitos colaterais indesejáveis.

O preconceito é uma das principais consequências causadas pela doença, que é muito confundida com alergias ou micoses. Assim, a psoríase pode fazer com que pacientes se isolem para evitar situações constrangedoras no local de trabalho, de lazer ou esporte – já que a enfermidade provoca manchas, placas avermelhadas na pele e descamação.

726

Psoríase e tatuagem: fazer ou não, eis a questão

Leia Mais