Guia Completo do Alargador de orelha – Da história aos cuidados

Foi-se o tempo em que alargadores de orelha eram algo incomum, algo marginalizado pelo senso comum e de moda. Claro que há pessoas que usam ‘peças’ realmente grandes (como eu) e que podem vir a causar espanto aos poucos conservadores das novas gerações que possam aparecer para fazer críticas. Baseado nas grandes dúvidas que já ouvi e nas grandes lendas ao redor da prática de alargar as orelhas, hoje publico o “GUIA COMPLETO DO ALARGADOR DE ORELHA”, onde passarei algumas importantes informações para quem tem interesse em começar a esticar seus lóbulos ou apenas para os curiosos de plantão, então… LET’s GO:

O que é um alargador de orelha

Um alargador de orelha, ou ‘Alargador de Lóbulo’, é uma body modification (modificação corporal) que consiste em aumentar a perfuração do lóbulos das orelhas e depois de determinada dimensão, o tamanho do próprio lóbulo tende a aumentar.

De pequenos a imensos,é grande a variedade de tamanhos de alargadores de orelhas

Qual a origem do alargador de orelha

O uso do alargador de orelha pode ter começado no antigo Egito antes mesmo da criação da escrita. Tribos indígenas acreditam que os alargadores de orelha melhoram sua audição e também os usam como adorno ou símbolo de virilidade. Waurá, Caiapós e Botocudos são algumas das tribos ainda existentes no Brasil que fazem uso das peças. Leia Mais

Mod Girls (Parte 1) :Alargadores

Hoje começa a série de postagens sobre o tipo de mulher que mais atrai a um modificado: Mod girls. O termo Mod Girls é aplicado àquelas belas garotas que são amantes da Tatuagem, do Bodypiercing e da Body Art em geral, são as gatas modificadas que eu adoro e por isso resolvi fazer essa série de posts com fotos dessas modgirls, divididas em categorias a começar pela minha modificação favorita: Alargadores. Caso queira saber mais sobre alargadores, confere este post aqui,nele eu falo um pouco sobre o assunto.Agora vamos as fotos das gatas, eu passei bastante tempo pesquisando essas fotos no BMEnews, lá tem uma categoria chamada BMEgirls, onde estão só as gatas com as mais diversas modificações que se pode imaginar, e foi de lá que eu tirei a maior parte das moças dessa série de postagens, outras eu fui encontrando pelo Orkut e Fotologs da vida:

Leia Mais

Sem idade para ser modificado, senhor coloca 15 microdermais na testa

A Body art é algo que atrai a todos os sexos, etnias e com certeza, a todas as idades. O tiozão abaixo é um exemplo dessa abrangência da body modification, pois mesmo com seus longos cabelos brancos ele encara a difícil sessão de colocação de 15 implantes microdermais na testa e ainda termina tudo sorrindo:

 

 

Deixe o preconceito de lado e vá se modificar.

Cuide bem de sua escarificação (imagens fortes)

A escarificação está dominando o mundo, aqui no Brasil ela ainda é pouco procurada e difundida mas em outros países é extremamente praticada, inclusive por pessoas que preferem fazer “fechos” completos apenas com escarificações ou então apenas contornam suas tattoos com estes cortes.

Vale lembrar que a escarificação nada mais é que um corte feito na pele com o uso de um bisturi, onde pode ou não ser removida parte da pele (com ou sem remoção, por assim dizer), e após a cicatrização forma-se uma cicatriz com quelóide moderada, dando assim o aspecto desejado, um om exemplo é este:

(recém-feito)

(cicatrizado) Leia Mais

O que são quelóides

Uma das razões pelas quais devemos cuidar muito bem de um novo piercing é para evitar a formação de quelóides. Difíceis de controlar e de remover as quelóides são um dos maiores motivos que levam uma pessoa a se desfazer de seu piercing.

O que é um quelóide? Um queloide é um caso especial de cicatriz. São lesões fibroelásticas, avermelhadas, escuras, rosadas e as vezes brilhantes, com formato de corcova. Podem ocorrer na cicatrização de qualquer lesão da pele e até mesmo espontaneamente. Geralmente crescem, e apesar de inofensivas, não contagiosas e indolores, as lesões podem se tornar um problema estético importante.

Como ocorrem quelóides: Queloides são formados dentro de tecidos enferidados. O colágeno, que é usado no tratamento de feridas tende a deixar a área da cicatriz muito maior, muitas vezes produzindo uma protuberância maior do que a cicatriz original.

O queloide não regride, e quando excisado (retirado cirurgicamente) tende a recorrer. Ocorre igualmente em ambos sexos embora seja relatado incidência maior, dentre os jovens, nas do sexo feminino, provavelmente refletindo uma maior frequência do uso de brincos.

Indivíduos negros tem cinquenta vezes mais quelóides que os de outras etnias em geral.

Apesar de fatores genéticos e predisposição serem altamente determinantes no surgimento de um quelóide, sabemos que não cuidar corretamente de um piercing pode ser a diferença entre ser o feliz ganhador de um piercing ou o dono de um quelóide. Saibam que cuidando bem de seus piercings vocês evitam muita vergonha e constrangimento, além de dores de cabeça com os tratamentos disponíveis para quelóides. Leia Mais