Artigos na Categoria

Comportamento

10-choroes-da-tatuagem

10 Chorões da tatuagem

Tatuagem dói, disso nós já sabemos. É a pior dor do mundo? Não, não é. Quem gosta de tatuagem sabe que a dor da tatuagem tem um propósito, sabe que ela é necessária e não reclama. Vai doer e nós aceitamos pois nós amamos tatuagem e queremos sempre mais e mais tattoos nas nossas peles. Mas nem todo mundo serve pra isso, nem todo mundo aguenta ou está de fato pronto para fazer uma tatuagem e passar pela deliciosa dor de ter a tinta aplicada em sua pele por meio de agulhas afiadas à laser. Quem não serve pra ter uma tatuagem reclama, chora, grita e xinga enquanto faz uma tattoo e para estes só podemos dizer: Não aguenta, faz de hennaPara exemplificar, vamos ver 10 pessoas que não aguentam fazer uma tatuagem e que acham que dói muito, esses vão parar na primeira:

 

10-choroes-da-tatuagem

Leia Mais

Blank Is Boring – Novo vídeo sobre personalidade com Monami Frost

15

Já falei da Monami Frost antes mas preferi postar esse vídeo em um artigo só pra ele. O Vídeo Blank Is Boring mostra exatamente o que o nome diz: “Em branco é chato”. A mensagem vem de dizer que temos que viver nossas vidas de acordo com o que queremos, ser quem queremos ser pois é isso que traz felicidade. Ser quem você é seguindo apenas sua cabeça e seu próprio coração. Para transmitir esta bela mensagem, a modelo Monami Frost foi submetida a uma completa cobertura de suas tatuagens e modificações por meio de um longo trabalho de maquiagem, além do uso de uma peruca para dar um ar mais obediente e conservador, veja o resultado abaixo:

 

Algumas fotos do Making-off:

2

Leia Mais

Dica de livro: Corpo ao Extremo

A dica de livro de hoje é uma interessante obra jornalística, intitulada “Corpo ao extremo – A nova face de uma cultura modificada“. A obra pode ser considerada a primeira do gênero a abordar jornalisticamente a cena da modificação corporal ‘extrema’ no Brasil, e mostra um pouco do cotidiano, como são vistas e como se sentem as pessoas que alteram seus corpos por meio de intervenções levadas a um nível mais extremo do que os já conhecidos e popularizados piercings e tatuagens.

O mundo da body modification, que abrange diversas técnicas – algumas resgatadas de povos primitivos e outras criadas mais recentemente, como é o caso dos implantes subcutâneos, escarificações e bifurcações de língua, vistos com certa rejeição pela sociedade atual – é ilustrado e explicado durante a abordagem.

CAPA CORPO AO EXTREMO FRENTE FINAL

O livro, que reúne quase 30 entrevistas desde médicos e psicólogos, até alguns dos principais profissionais da modificação corporal, enfatiza não somente a questão do preconceito, dando lugar também a discussões ligadas à religião, saúde e história.

Com foco principalmente na capital paulista, abrangendo algumas cidades da região metropolitana e interior do Estado, Corpo ao Extremo – A nova face de uma cultura modificada dá voz a entrevistados brasileiros, modificados ou não e familiarizados de alguma forma com as técnicas de alteração corporal.

Para mais informações ou adquirir o seu exemplar, entre em contato com as autoras pela Fanpage do livro ou pelo email [email protected]

Saiba tudo sobre a suspensão corporal

O hábito, ou ritual, de ser suspendido por meio de ganchos atravessados na pele tem crescido e hoje tem grande número de adeptos no Brasil. Para esclarecer dúvidas e saber mais sobre a suspensão, segue um guia completo da suspensão:

História da Suspensão

Historicamente, a suspensão começou tendo diversos usos, ritos de passagem, rituais de cura, rituais de penitência, rituais de devoção a divindades e como meio de obter visões deixando o corpo em comunicação com o mundo espiritual. A suspensão foi muito usada para testar a resistência da mente e do corpo, ou mesmo para assustar as pessoas. Tribos nativas americanas e diferentes seitas hindus também utilizaram a suspensão como ritual. Graças a artistas como Stelarc e grupos de suspensão como TSD , as suspensões estão sendo cada vez mais usadas como arte de performance e até mesmo para entretenimento.

Saiba tudo sobre a suspensao 01

Leia Mais

Tatuagem causa exclusão de candidato em concurso da Polícia Militar

O nosso País ainda precisa evoluir muito com relação às limitações que uma simples tatuagem pode oferecer para quem almeja um cargo público. Juízes, policiais e outros cargos que necessitam a prestação de concursos públicos ainda não podem ser prestados por quem possua uma tatuagem que fique à mostra.

Foto-de-policial-tatuado
Uma tatuagem no antebraço foi o motivo da exclusão de um candidato inscrito no concurso da Polícia Militar da Paraíba (PMPB), para o cargo de soldado. A medida foi tomada pela Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça, que resolveu manter a sentença em 1º grau. Ele foi considerado inapto à função porque, mesmo trajando o uniforme básico da corporação, o adorno ainda ficaria visível.
Depois de ser eliminado do concurso, o candidato Emanuel Luiz Freire Galdino entrou com mandado de segurança pedindo sua permanência na seleção, entretanto a solicitação foi negada em 1º grau. Ele ainda recorreu da decisão, alegando que o ato configura discriminação. Para a relatora do processo, juíza Vanda Elizabeth Marinho, a exclusão é justa, já que o edital do certame previa como condição de inaptidão ao cargo tatuagens obscenas e/ou ofensivas em qualquer parte do corpo ou tatuagens visíveis mesmo com a vestimenta militar.

  • 1
  • 2