Template-destaque

“Quero tatuar uma autópsia no meu corpo” – Conheça o Coveiro Maldito

O corpo humano é fascinante. Penso nisso tanto quando analiso as infinitas possibilidades de modificação corporal quanto quando penso na beleza dos nossos órgãos, a forma como eles funcionam e como tudo se completa para nos manter vivos. Para o Coveiro Maldito essa beleza vai além.

14976495_678549178993447_6408650681881009860_o

 

O jovem de 27 anos, de nome desconhecido e presença garantida nas maiores convenções de tatuagem brasileiras é do ABC Paulista e um dia procurou o tatuador Jhon Tattoo com uma meta: “Jhon, quero tatuar uma autópsia no meu corpo”. E foi assim que o processo de transforação começou em 2010 e culminou em mais de 80% do corpo do jovem coberto com tatuagens que representam um cadáver humano em decomposição, com todos os órgãos posicionados anatomicamente onde ficam os órgãos verdadeiros do nosso corpo. Coração, intestinos, costelas estão todos em suas posições reais intercalados com vermes, centopéias e outras criaturas comuns no processo de decomposição do corpo humano.

coveiro-maldito_fabio_tito-g1_img_9959

O Coveiro Maldito se completa com uma máscara de Latéx criada pelo maquiador  João Marcos Oliveira, especialista em efeitos especiais, para simular uma bela caveira.

O Coveiro Maldito disse ao G1 que buscou inspiração para se transformar em um cadáver ambulante na “beleza do corpo que conheci quando trabalhei no IML (Instituto de Medicina Legal). Eu ajudava a preparar os corpos para os legistas. O corpo humano é muito bonito por dentro e quis fazer isso na minha pele.”

coveiro-maldito_fabio_tito-g1_img_9949

Para o tatuador Jhon, único responsável por todas as tatuagens do Coveiro Maldito, este foi o pedido de tatuagem mais estranho que ele recebeu em sua carreira e exigiu um profundo estudo de anatomia para permitir que todas as tatuagens estivessem no lugar certo.

coveiro-maldito_fabio_tito-g1_img_9953

A meta final do rapaz, que já tatuou inclusive a parte de cima da cabeça exibindo um cérebro, é completar o rosto com tatuagens, fechando assim seu ciclo de transformação em um completo cadáver. Vendo os trabalhos mais detalhadamente eu achei sensacionais, precisos e muito bem feitos.

coveiro-maldito_fabio_tito-g1_img_9972

26559198300_2719f7045d_o

Se você também gostou, dê um like na página do Coveiro Maldito no Facebooksiga o Coveiro Maldito no Instagram e visite também o Site Oficial do Coveiro Maldito.

Não esqueça também de conhecer o incrível trabalho do Jhon Tattoo.

Deixe uma resposta