O que é escarificação

A escarificação é a prática de cortar a pele para produzir cicatrizes e formar arte no corpo.

O que é escarificação 

A escarificação é o uso de cicatrizes controladas para formar arte corporal, sendo diferente de uma auto-mutilação por ter fins artísticos e estéticos e não como expressão de formas de depressão ou baixa auto-estima. A escarificação é feita, muitas vezes, para marcar um momento da vida das pessoas pois é um processo diferente da tatuagem e ao final do processo de cicatrização – e da formação de uma quelóide controlada – ela terá um aspecto tridimensional e de alto relevo, ficando algumas vezes no tom da pele.

Saiba tudo sobre a escarificacao 01

Como é feita uma escarificação 

As escarificações podem ser feitas de diversas formas e utilizando diversas ferramentas e utensílios para isso.

Escarificação de corte e de remoção de pele: Esse é o tipo mais comum de escarificação, sendo normalmente feita com um bisturi que vai cortar a pele a una profundidade de aproximadamente 3mm. Para uma escarificação de corte ou remoção é feito um decalque que é aplicado sobre a pele para marcação e em seguida são feitos os cortes. Normalmente são desenhos simples, linhas retas e uniformes para se ter um bom resultado. A diferença da escarificação de corte para a escarificação com remoção é que na de corte é feito apenas um corte fino feito com o bisturi e na remoção  há remoção da pele com a ajuda de uma pinça de dissecação. O tamanho da pele removida na escarificação com remoção varia de acordo com o desenho e algumas vezes diversas ‘fatias’ de pele são removidas em apenas uma arte.

Saiba tudo sobre a escarificacao 02

 Escarificação Química: é a escarificação acentuada por um produto químico ou totalmente produzida por um produto do mesmo tipo. No primeiro caso, a escarificação é feita por meio de corte, as linhas são marcadas na pele e logo após, um produto químico comum (como sabão) é adicionado à escarificação para produzir cicatrizes mais acentuadas e altas. No segundo tipo de escarificação química, um produto químico é usado para formar a marca na pele. Após a limpeza e preparo do local da escarificação, uma área é isolada por meio de um produto químico impermeável como vaselina ou mesmo uma fita adesiva de alta resistência, após este preparo o produto químico é espalhado no local e após um período de 2 a 10 minutos é removido com água em abundância.

Apesar de o uso de produtos químicos como ácido sulfúrico, ácido clorídrico, hidróxido de sódio, soda cáustica ou hidróxido de potássio parecer óbvio no caso de uma escarificação química, estes produtos nunca devem ser usados para esta prática pois devem ser usados produtos totalmente solúveis em água e que não queimem em alguns segundos já que sua remoção tem que ser rápida e precisa antes que causem uma queimadura mais profunda do que o desejado. Tais soluções precisariam ser neutralizadas antes de serem removidas da pele e a água não faria isso, espalhando elas e causando grandes queimaduras por onde passassem.

Os melhores produtos químicos para uma escarificação química seriam os oxidantes. Mesmo que os oxidantes precisem de água para ativar suas reações, eles são neutralizados por grandes quantidades de água. Os únicos oxidantes não indicados para uma escarificação química são os à base de cloro por serem extremamente tóxicos. O mais indicado para a uma escarificação química é o AgNO 3, um oxidante não-tóxico.

Vale lembrar que uma escarificação química é mais dolorosa do que uma tatuagem e oferece riscos à saúde, diferente da escarificação comum.

Escarificação química

Escarificação por abrasão: É um método muito raro de se fazer uma escarificação por ser muito doloroso. Na escarificação por abrasão, normalmente uma ferramenta é utilizada para “roer” a pele até formar a arte desejada. Um outro motivo para não se fazer uma escarificação por abrasão é o fato de que durante o processo muito sangue e resíduos de pele são espalhados no local, tornando-o menos estéril e assim, inadequado para a prática de modificação corporal.

Escarificação por abrasão

Escarificação com máquina de tatuagem: É a escarificação feita com uso da máquina de tatuagem mas sem tinta e passando a agulha várias vezes pelo mesmo local. Este tipo de escarificação cria uma cicatriz menos visível mas muito mais rica em detalhes, quase como uma tatuagem transparente.

Escarificação com máquina de tatuagem

Cicatrização de uma escarificação

O resultado final de uma escarificação depende do quanto ela é irritada ao longo da recuperação para que se formem cicatrizes ou queloides controladas. Ao contrário do que parece, é necessário muito cuidado neste processo para evitar que a cicatriz se descontrole e se torne um verdadeiro problema, causando uma queloide descontrolada no lugar da escarificação

O que ajuda na formação de uma escarificação é a demora no processo de cicatrização, muitos costumam evitar o surgimento de cascas na escarificação por meio de abrasão ou irritando a ferida por meio de irritantes químicos ou naturais como pasta de dentes ou suco de frutas cítricas. As vezes tintura de iodo é utilizada na escarificação para atrasar a cicatrização por até meses.

As queloides são procuradas em uma escarificação para ter um efeito 3D e de alto relevo. Em casos onde o resultado pretendido não é alcançado na escarificação, ela pode ser cortada novamente.

Cuidados com uma escarificação

Perigos e cuidados com uma escarificação

A escarificação é um trauma à pele e muitos a consideram como uma prática não segura, por isso deve ser bem cuidada. Devido ao risco de infecção, além dos materiais corretos para a prática da escarificação, é necessário um profissional apto para a realização e a ferida deve ser mantida limpa por meio de sabonete anti-séptico e uma boa higiene geral. Se você pretende fazer uma escarificação, tenha muito cuidado e siga à risca todas as indicações do profissional.

A escarificação no Brasil

A escarificação – como a conhecemos hoje – está inserida no Brasil há aproximadamente uma década. Fato curioso é que os primeiros profissionais nacionais da escarificação não atuam mais no ramo, o que dificulta bastante o nosso entendimento de como tudo exatamente começou e aconteceu por aqui. O que sabemos é que os primeiros “escarificadores”, são até hoje citados como grande referencial pelos profissionais que ainda atuam no Brasil.

 

Outros posts interessantes:

 

Guia Completo do Alargador de Orelha

O que é Corset Piercing

Quais os materiais corretos de um piercing ou alargador

O que é a cobertura de tatuagens e 36 exemplos de coberturas

Guia Completo da Tatuagem Parte 1 – História da Tatuagem

Guia Completo da Tatuagem Parte 2 – Materiais para tatuar

Guia Completo da Tatuagem Parte 3 – Cuidados com uma tattoo

A história do site Suicide Girls 

Um Comentário

Deixe uma resposta