Guia Completo da Tatuagem Parte 2 - Materiais para tatuar | Tinta na Pele

Dando sequência à série “Guia completo da Tatuagem” que começou com A História da Tatuagem, vamos ver quais são os materiais utilizados para se fazer uma tatuagem.

Qual o material utilizado para fazer uma tatuagem

O material utilizado para fazer uma tatuagem, apesar do pouco espaço que ocupa durante um trabalho, é bem extenso e vou falar aqui sobre cada item utilizado, desde os materiais descartáveis até os esterilizáveis.

Agulhas: As agulhas de tatuagem são afiadas a laser para garantir um fio perfeito e ao contrário do que muitos pensam, elas não são como agulhas de costura presas na máquina de tatuagem, são compostas de várias agulhas muito finas agrupadas e soldadas a uma aste, formando diferentes tipos de agulhas dependendo da necessidade da tatuagem:

Agulhas de traço: São compostas por de 3 a mais de 15 agulhas, agrupadas de forma a ter uma ponta fina e concentrada para a criação do contorno das tatuagens. Uma agulha mais fina (composta de 3 agulhas) será indicada a detalhes e uma agulha mais grossa, com mais de 7 agulhas (‘bucha’ ou ‘bold’) são mais usadas para traços grossos como os da marcação de tribais.

 

Agulhas de pintura: São normalmente soldadas lado a lado, ficando com o formato de um ‘pincel’, chamadas flat, existem também agulhas com a soldagem chamada magnum ela é soldada com 2 camadas de flat, geralmente separadas por algo como uma gilete. As agulhas para pintura são soldadas lado a lado para preencher muito mais espaço. São ótimas para sombras também, agridem menos o corpo, pois não vão tão fundo na pele.

Tipos de agulhas para tatuagem (pintura)

Agulhas para tatuagem

As agulhas de tatuagem podem ser compradas já soldadas e esterilizadas, embaladas individualmente ou podem ser compradas em pequenas caixas com mil unidades únicas para que o próprio profissional solde manualmente e esterilize por meio do equipamento adequado. Agulhas de tatuagem são um material de uso único, além dos riscos de transmissão de doenças e infecções a agulha perde o fio após o uso o que a torna inútil em uma reutilização.

As agulhas são soldadas a hastes de aço que são esterilizadas para reutilização por não terem contato direto com a pele do cliente.

Biqueiras: As agulhas de tatuagem, após soldadas passam por dentro de um tubo de aço cirúrgico com uma ponta no formato da agulha (quase como o grafite de uma lapiseira passa por dentro da mesma).  Esse tubo é chamado de biqueira, além de manter a agulha alinhada na máquina de tatuagem ele permite ao tatuador poder segurar com firmeza a máquina por normalmente ser como uma caneta bem grossa, dando maior controle do profissional sobre sua máquina.

As biqueiras podem ser esterilizadas em autoclave e armazenadas em embalagens especiais para economizar tempo. Cada biqueira é indicada para um tipo de agulha, indo das de traço mais fino as de pintura mais largas.

Da esquerda para a direita, biqueiras para traço e biqueiras para pintura.

A máquina de tatuagem: A máquina de tatuagem elétrica moderna é muito diferente da máquina inventada por Samuel O’Reilly em 1891. A máquina de O’Reilly foi baseada na impressora autográfica, uma máquina de gravação inventada por Thomas Edison. Edison criou a impressora para gravar sobre superfícies duras. Máquinas de tatuagem modernas usam  bobinas eletromagnéticas.  A primeira máquina de bobinas foi patenteado por Thomas Riley, em Londres , 1891 usando uma única bobina. A primeira máquina de  bobina dupla, a antecessora da configuração moderna, foi inventadapor outro inglês, Alfred Charles, sul de Londres, em 1899.

A máquina moderna de tatuagem é capaz de inserir a agulha na pele de 80 a 150 vezes por segundo e é composta das seguintes peças:

Bobinas: que produzem a F.E.M. para puxar o suporte da agulha.
Chassi: local onde todas as peças da máquina são encaixadas.
Mola dianteira: estabelece o tempo entre “liga e desliga” da chave do relê, de acordo com sua flexibilidade.
Mola traseira: estabelece a tensão certa ao suporte da agulha.
Posto de cima: regula a velocidade da máquina e a abertura da chave do relê.
Suporte de agulhas: é nele onde a haste da agulha encaixa-se e movimenta-se.
Capacitor eletrolítico: esta peça elimina a energia cinética nas bobinas entre o “liga e desliga” do relê, economizando a própria máquina.
Chave de relê: usa-se a Chave de relê para regulagem da máquina, conforme enrosca-se a Chave de relê maior é a quantidade de batidas da máquina por segundo, ou menor é o golpe da máquina.
Trava de tubo: como o próprio nome já diz, usa-se a Trava de tubo para travar o Tubo da Biqueira na máquina.
Engate do tubo: parte do Chassi da máquina onde se engata o Tubo da Biqueira.
Posto traseiro: parte do Chassi onde se encaixa o Clip-cord, componente que transmite a energia elétrica da fonte até a maquina de tatuar.

Para a máquina moderna de tatuagem funcionar são necessários alguns equipamentos. O pedal ou pedaleira é usado para liberar ou cortar energia da maquina de tatuar. O Clip-cord é um fio plugado na fonte e ligado à máquina, é o condutor da energia da fonte até a máquina. A fonte é um aparelho capaz de regular a amperagem e voltagem que será destinada à máquina. Estes são os componentes necessários para o funcionamento da máquina de tatuar moderna, independente do modelo.

Encontram-se no mercado outros produtos também destinados à máquina de tatuar como suportes e embalagens esterilizadas.

Após esterilizadas as biqueiras e hastes e soldadas as agulhas nas mesmas, o tatuador deve montar a máquina de tatuagem e regular tanto a voltagem da fonte de energia quanto a tensão das molas, além de alinhar a ponta da agulha com a ponta da biqueira pois para garantir um traço preciso é necessário que haja a quantidade certa de agulha saindo pela biqueira.

No vídeo abaixo podemos ver (em inglês) como é a montagem de uma máquina de tatuagem moderna desde o princípio.

Como o material de tatuagem é esterilizado 

Tanto biqueiras quanto hastes devem passar por um processo complexo e muito importante de esterilização pois terão contato novamente com outras pessoas. NUNCA permita que um tatuador utilize uma agulha já usada em você, se possível sempre exija que ele tire a agulha da embalagem na sua frente pois o correto é que as agulhas, após soldadas nas hastes, sejam embaladas em uma embalagem celada.

Voltando ao processo de esterilização do material reutilizável, irei resumir aqui os equipamentos que um estúdio precisa ter para garantir total controle de infecção do material utilizado para fazer uma tatuagem. Descreverei melhor o processo de esterilização em um texto futuro pois o assunto é bem extenso e este post já está longo.

ÁGUA  – O processo de esterilização dos bicos e hastes de tatuagem começam com água, logo após o descarte da agulha em um receptáculo específico para lixo hospitalar obrigatório em todos os estúdios, aqui no Brasil o mais usado é a caixa amarela da empresa Descarpack;

LAVADORA DE ULTRA-SOM – É o equipamento usado no segundo estágio da esterilização de materiais para tatuagem, ela utiliza ultra-som e água para remover toda a tinta dos bicos de tatuagem sem risco de prejudicar as peças;

ENVELOPES SELADOS – Após passar pela lavadora de ultra-som as peças da máquina de tatuagem devem ser colocadas dentro de envelopes especiais para esterilização que podem ser selados por meio de seladoras térmicas ou bordas adesivadas para selar por completo o que ficar dentro deles. Estes envelopes tem uma parte que muda de cor quando o processo de esterilização está completo.

AUTOCLAVE – A autoclave é o equipamento principal do processo de esterilização por contar com uma combinação de calor e pressão para a limpeza dos materiais, tanto de tatuagem quanto os usados para a colocação de piercings. Ela alcança temperaturas superiores a 270 graus e 18 PSI de pressão o que é suficiente para eliminar bactérias e vírus que possam ter vindo do sangue de algum cliente. Normalmente os materiais precisar de apenas uma hora na autoclave para ficarem livres de riscos biológicos. Vale lembrar que mesmo a autoclave pode sofrer infecções e que para evitar este desconforto ela deve passar por teses de contaminação semanalmente.

Uma bancada de esterilização para materiais de tatuagem

A tinta de tatuagem 

A Tinta de tatuagem é na verdade um pigmento (geralmente sais de metal ou mesmo plásticos) suspensos em uma solução de transporte que mantém os pigmentos misturados uniformemente, aplicáveis ​​e limpos. Cada cor tem uma constituição diferente e somente um químico experiente pode desenvolver tintas para tatuagem.

Materiais de segurança para uma tatuagem 

O tatuador precisa utilizar outros materiais que protegem tanto a sua própria saúde quanto a do cliente. Luvas cirúrgicas, avental e máscara cirúrgica são indispensáveis, além do uso de óculos de proteção e mesmo a impermeabilização dos braços por meio de filme de PVC para anular qualquer possibilidade de contato direto com o corpo do cliente.

Outros materiais utilizados em uma tatuagem 

Batoques (pequenos recipientes para cada cor de tinta), toalhas de papel (para remoção de excessos de tinta sobre a pele), material para decalque (lápis cópia, papel manteiga, marcadores), borrifador de água e uma maca cirúrgica são materiais também utilizados em uma tatuagem.

Um kit mediano de tatuagem com os equipamentos necessários

Um tatuador durante a realização de uma tatuagem

Amanhã sai o último post da série do Guia Completo da tatuagem, não percam.

12 Comentários Em “Guia Completo da Tatuagem (Pt. 2): Materiais para tatuar”

  • […] oferece de informação sobre a Micro Pigmentação Artística, não deixe de ler a Parte 1 e a Parte 2 do Guia Completo da Tatuagem para saber mais sobre esta incrível e antiga arte. /* */ […]

  • muito bom sua atitude de mostrar um pouco da nossa arte,otimo trabalho.
    gostaria de saber quanto custa teu kit com essa maleta?

    • Olá, obrigado por ler o blog. Na verdade não sou profissional da área. Fui piercer a anos mas minha vocação está na internet mesmo. Não vendo o kit, apenas o pesquisei pela internet para ilustrar o post

  • adoro tatuagens e foi muito interressante aprender como funciona uma maquininha vc esta de parabens adorei o blog

  • Adorei tudo

  • nsa o blog e muito zika da pra entender diritinho passo a passo; como que é feito a tinta nsa.
    PARABÉNS

  • gostei muito bom

  • eu gostaria de aprender passar o desenho para pele e saber o produto adequado parao decalque valeu brother

    • Um dos métodos mais antigos e ainda usados é o lápis cópia no papel manteiga, fixado com fixador de decalque. O fixador vende em lojas de material para tatuagem

  • eu achei incrivel a materia eu tenho centenas de tatuagens e acho que todas elas mostram um pouco do que eu sou muitos querem fazer uma tatoo mas tem medo e duvidas. muito bakana recomendo bons profissionais e nao importa o preço o que importa é o resultado final

  • Olá, muito legal a postagem, porém gostaria de saber a questão das bobinas, e a parte que isso influência no barulho (ou as famosas maquininha silenciosas..), e tanto no tipo de arte que o tatuador faz com ela (na realidade fiquei sabendo que são ótimas pra técnica de pontilhismo, que é meu real interesse!) e novamente ótima postagem!

    • A máquina tradicional de tatuagem costuma fazer barulho e ser indicada para o pontilhismo

Deixe seu comentário

Ofertas

Categorias

Curta

Recomendo

Leia também