Quais os materiais corretos de um piercing ou alargador | Tinta na Pele

Muitos são os materiais usados e indicados para a fabricação de piercings e alargadores. Desde os inorgânicos aos orgânicos, muitos materiais são amplamente usados desde os piercings, passando pelos alargadores e chegando aos implantes. Vejam na lista abaixo alguns dos materiais mais comuns na fabricação de piercings, alargadores e implantes:

Metais da modificação corporal


Aço Cirúrgico 316L: O Aço cirúrgico 316L é o mais comum e utilizado nas perfurações e na colocação de alargadores. Apesar de muitas peças serem chamadas de Aço Cirúrgico isso não garante que elas sejam legítimas peças de aõ cirúrgico 316LVM ASTM F-138. Isto é para indicar que a jóia é aço inoxidável 316, L = Baixo teor de carbono, VM = derretida a vácuo, método que eliminacontaminantes do ar e impede que eles fiquem na superfície da jóia. Aço

ASTM , é a sigla para American Society for Testing and Materials,  agora conhecido como ASTM International . ASTM International é a fonte de normas técnicas para materiais, produtos, sistemas e serviços.

O Aço cirúrgico 316L é um dos materiais mais indicados para a primeira perfuração por se tratar de um metal altamente estéril, ou seja, livre de bactérias e com baixa taxa de rejeição pelo organismo na maioria dos casos.

Titânio: O Titânio é um metal leve similar ao Nióbio em suas propriedades para a fabricação de jóias para piercings. O Titânio utilizado em jóias para modificação corporal é normalmente uma liga com traços de alumínio, Vanádio e/ou Nióbio.

O Titânio é bem mais leve que os demais metais utilizados na modificação corporal. Além disso, devido a sua natureza porosa cuidados devem ser tomados na sua finalização para garantir um acabamento livre Piercing de Titâno de contaminação por outros elementos.

O grau mais comum na liga de titânio usada em peças para modificação corporal é de AL4V:6% de alumínio, 4% de vanádio e 90% de titânio puro. A razão para esta mistura é porque este mix de liga especial cria a melhor camada de óxido de titânio, e é esta camada que dá ao titânio sua excelente propriedade anti-alérgica, bem como a sua gama de cores brilhantes obtidas através deanodização ;

Ouro: O ouro é um metal precioso usado normalmente na fabricação de jóias. O ouro puro tem 24quilates mas o usado em jóias para modificação corporal é na verdade uma liga, uma combinação de ouro e algum outro metal, normalmente cobre, níquel, prata ou zinco. É por esta razão que normalmente ouro pessoas alérgicas a outros metais terão reações alérgicas a jóias e piercings feitos de ouro. As peças de ouro são porosas demais para serem usadas em perfurações muito recentes;

 

Níquel: O Níquel é um metal branco prateado normalmente combinado com outro metal, geralmente Aço Inox ou Ouro para a fabricação de jóias para body Piercing;

Nióbio: O nióbio é um metal elemental (Nb, número atômico 41), normalmente usado para fazer jóias coloridas para body piercing. Além de ser anti-alérgico pode ser facilmente recozido. Jóias de Nióbio são normalmente um pouco mais pesadas do que as de Aço inoxidável e muito mais pesadas do que as de titânio. O Nióbio e o Titânio são os únicos materiais usados em jóias para body piercing que podem ser coloridas por um processo chamado anodização;

Paládio: O Paládio é um metal da família da platina, é um novo material que foi introduzido na fabricação de jóias para body piercing ao longo dos últimos anos. Com um valor de varejo de menos de 1 / 3 do custo da platina, este elemento tem estado em foco devido ao seu conteúdo, sendo 95% pura, com os  5% restantes de sua composição química sendo rutênio;

Hematita: A Hematita é um metal mais usado para fazer esferas para piercings. É muito segura para uso em esferas mas nada recomendada para implantes ou peças que tenham contato direto com o corpo;

Plásticos da Modificação corporal

Acrílico: O acrílico é um termoplástico transparente e vítreo inventado pela DuPont em1931 enquanto pesquisava tecnologias de alta pressão  necessárias para a produção de amônia. Um plástico revolucionário na época, que tinha baixa densidade e era mais forte do que outros plásticos da época, bem como excelente resistência à água e raios UV.

O acrílico tem sido usado para a fabricação de piercings e alargadores desde os anos 90, mas seu uso eu outras jóias já era difundido desde os anos 50.

O acrílico é normalmente translucido e colorido mas também pode ser encontrado em versão transparente ou opaco. Muitos piercers são contra o uso de acrílico em perfurações novas pois acreditam que o corpo pode quebrar o plástico e causar a liberação de ácidos acrílicos.

Nunca exponha uma jóia de acrílico a álcool pois este corrói o acrílico podendo causar a quebra da peça. Além disso o acrílico é sensível a mudanças bruscas de temperatura, sendo fácil reformar um anel ou cone deste material apenas com o calor de um forno elétrico;

PTFE: PTFE (politetrafluoretileno) é um plástico extremamente inerte e resistente a química do corpo. Além disso resiste ao calor de uma autoclave (aparelho utilizado em esterilização de metais por meio de calor) o que permite que seja usado em perfurações novas. Junto com silicone , o PTFE tornou-se o material favorito para os artistas do implante. Uma das características do PTFE é que ele tem o menor coeficiente de atrito de qualquer material conhecido sólido. O PTFE também é flexível, permitindo-lhe mover-se ligeiramente com o corpo quando usado em piercings.

Politetrafluoretileno é também conhecido pelo nome comercial de Teflon, que é uma marca comercial da empresa DuPont.

A composição química de politetrafluoroetileno é feita de uma cadeia principal de carbono, com cada átomo de carbono tendo dois átomos de flúor ligados a ele.

O PTFE é mais usado na fabricação de alargadores e implantes, mas também pode ser utilizado na fabricação de jóias de pequeno calibre como barbels e captives;

Nylon: O nylon é um plástico levemente inerte e altamente flexível que é muito usado para a fabricação de piercings e raramente para  implantes. Por ser um material que absorve pequena quantidade de líquido, o nylon não é indicado para implantes permanentes;

Tygon: Tygon é uma marca de silicone criada pela empresa Saint-Gobain Performance Plastics  muito usado em piercings de superfície. Normalmente precisa ser substituído entre 3 a 12 meses ou antes;

Silicone: Os silicones são polissiloxanos, ou seja, polímeros inorgânicos com um ponto de alternância de silício e os átomos de oxigênio.

Na indústria da modificação corporal, o silicone é usado para implantes subdermais , Piercings e anéis para alargadores.

O silicone pode ser produzido em uma grande variedade de níveis de dureza. Implantes subcutâneos são normalmente feitos de silicone de dureza 10-30, enquanto anéis para alargadores tem dureza 60.Há muitos tipos diferentes de silicone, daqueles projetados para usos industrial, até à formas mais puras utilizadas para implantes médicos de curto e longo prazo.

Para implantes subcutâneos, somente silicone para implantação de longo prazo deve ser usado. O Silicone está se tornando cada vez mais popular como um substituto para o PTFE em implantes subcutâneos devido a ser muito mais suave do que o  PTFE em nível de dureza. A principal preocupação com a implantação de silicone é que a superfície é muito pegajosa e pode facilmente pegar contaminantes, por isso precisa ser lavado e esterilizada corretamente e manuseada com cuidado.

 

Outros materiais

 

Vidro comum: O vidro comum pode ser usado como material para a fabricação de piercings e alargadores. Não é tão resistente à corrosão ou estresse térmico como vidro borosilicato ou  o vidro de quartzo , mas tem sido muito bem sucedido como um material para a modificação corporal. Como vidro borosilicato, ele vem em uma grande variedade de cores e belos desenhos;

Vidro Borosilicato: É o vidro usado para a fabricação de materiais de laboratório, peças de cozinha e também piercings e alargadores. O borosilicato é mais resistente à tensões térmicas do que o vidro comum e quando se quebra tende a rachar ao invés de se desfazer em pedaços cortantes como o vidro comum. Por ser quimicamente inerte e por isso tem alta biocompatibilidade, sendo assim um ótimo material para modificação corporal. Apesar ser um vidro (o que o impede de ser usado para a fabricação de pequenas jóias que possam se quebrar facilmente) o Borosilicato é extremamente biocompatível e por isso um material muito indicado para a fabricação de de piercings de grosso calibre e as vezes alargadores. Pessoas que normalmente tem irritações alérgicas aos metais, acrílico ou materiais orgânicos em seus piercings e alargadores tendem a usar o Borosilicato como bom substituto e ainda dispõem de imensa diversidade de cores e formas;

Âmbar: O âmbar é uma resina fossilizada que pode ser lapidada para fazer jóias para modificação corporal, principalmente  alargadores. As jóias de âmbar podem conter insetos fossilizados no seu interior. Algumas peças podem ser feitas de uma mistura de âmbar com âmbar sintético que normalmente é um tipo de acrílico, pessoas que tenham reações alérgicas ao acrílico precisam ter atenção nisso;

Marfim Rosa: É uma rara madeira tropical sem nenhuma relação com os dentes dos elefantes, apesar o nome. É popular no uso em jóias para modificação corporal devido sua baixa granulação. Como diz o nome é normalmente rosa embora possa também ser avermelhado, amarelo ou cinza. Com o tempo o marfim rosa pode escurecer e ficar com uma cor semelhante ao mogno;

Chifre: É um material orgânico composto de queratina, o mesmo material do qual são compostos nossos cabelos e unhas. Mamíferos de grande porte têm normalmente em suas cabeças grandes saliências compostas deste material;

Madeira: Muitos tipos de madeira são utilizados na produção de jóias para a modificação corporal, principalmente  alargadores de grosso calibre.  As espécies de madeiras mais utilizadas na produção de alargadores tem diversas vantagens como alta densidade e pouca ou nenhuma porosidade, o que as torna ótimas para perfurações cicatrizadas e também tem uso em piercings de língua. Quando a jóia de madeira é de boa qualidade e acabamento ela tende a engrossar a pele em volta da perfuração onde é usada e melhorar muito a sua saúde em comparação ao aço ou plástico. Casos de alergia ou intolerância a jóias de madeira são raros. Um grande problema com jóias de madeira é o fato de algumas espécies estarem ameaçadas, o que exige do artesão ter muito cuidado com a procedência da madeira com que vai trabalhar.

Alguns cuidados são necessários para manter a qualidade da jóia de madeira como hidratá-la constantemente como passar cera na peça, mas o uso de azeite de oliva ou óleo de vitamina E (óleo de amêndoas no Brasil) também é recomendado para hidratar a peça. NUNCA use verniz pois isso tira todas as características saudáveis da madeira e põe seu corpo em contato constante com substancias químicas. É importante passar areia em sua joia periodicamente para conter a dilatação espontânea da madeira que se intensifica se ela for constantemente molhada, o que pode levar ao apodrecimento da madeira.

As espécies de madeira utilizadas na produção de piercings e alargadores são as mais diversas  e vale lembrar que algumas estão ameaçadas de extinção e por isso é necessário um cuidado especial em obter jóias de fontes renováveis de madeira.

Além dos materiais listados, Ossos, pedras e bambu também podem ser utilizados na produção de jóias para modificação corporal desde que sejam feitos por pessoas qualificadas e com materiais indicados. Por estes serem de origem orgânica, é extremamente importante lembrar que não devem ser usados na primeira perfuração.

Não são matérias prima para piercings e alargadores: Tubo de caneta, cotonete, canudinhos, bastões de silicone (cola quente), palitos de cabelo ou qualquer outra coisa que não seja feita de um desses materiais listados neste pequeno guia do que são feitos piercings e alargadores . Materiais inadequados podem causar desde infecções leves até necroses de tecido, use apenas os materiais indicados neste post ou os que forem recomendados por um profissional qualificado.

Para finalizar, ressalto que a qualidade do material da joia corresponde a apenas 1/3 da qualidade de um piercing no seu corpo e que o material utilizado pelo estúdio somado ao trabalho do profissional e aos cuidados exercidos pelo cliente que garantem todos juntos a diferença entre uma perfuração que te acompanhará saudável por anos e uma grande dor de cabeça.

Para comprar bons piercings pela internet recomendo os da Tetra Piercing, além do bom custo são todas de qualidade e possuem todas as certificações necessárias para comprovar sua qualidade.

6 Comentários Em “Do que são feitos piercings e alargadores”

  • muito bom esse post!!!!!! agora so falta falar de lugares tanto na net quanto lojas fisicas de sp onde se encontra variedades de alargadores e pircings com varores baixos…

    • Estou para tirar alguns sábados para fazer uma pesquisa neste sentido para ajudar o pessoal pois é uma dificuldade que eu também tenho.

  • Eu gostaria saber se tipo assim tem como banhar um alargador em ouro, se fosse para fazer alargador de ouro, será que ficaria pesado para o lóbulo???

    • Se a orelha estiver totalmente cicatrizada não há problemas neste processo e não creio que a peça fique pezada demais.

  • […] Alargar uma parte do seu corpo consiste em expandir um furo, sendo o mais comum na orelha. Contudo, também é possível encontrar em outras partes do corpo, como por exemplo, no nariz e boca. Foram vistos pela primeira vez no Egito e em algumas tribos indígenas. No Brasil, os índios Botocudos, por exemplo, fazem uso do acessório e acreditam que causa a melhora da fala e da audição. Os alargadores usados pelas tribos são feitos de madeira,ossos, pedras e bambu . Em nossa cultura, entretanto, os motivos de uso estão ligados à estética. Ainda usam-se madeira, porém, o mais comum é o de acrílico, aço titânio, e aço cirúrgico. […]

  • obrigado pela matéria foi e sera muito útil

Deixe seu comentário

Ofertas

Categorias

Curta

Recomendo

Leia também